O que esperar de 2022?

O que esperar de 2022?

Ontem começou o ano legislativo e nós vereadores teremos um período recheado e desafios. Enquanto o país se inclina para uma discussão política baseada em vieses ideológicos para as eleições de 2022, nossa cidade não pode continuar à deriva.

Com a previsão de R$ 4.7 bilhões de arrecadação, não dá mais para faltar vaga nas creches e escolas. Não tem como aceitar que faltem medicamentos nas unidades de saúde e que existam filas enormes para exames básicos. É necessário enfrentar o modelo de gestão que em apenas um órgão nomeou mais de 600 assessores técnicos, deu um aumento de 115% para diretores que são indicações políticas, mas entregou um reajuste de 1.95% para funcionários de carreira, como por exemplo, os heróis da saúde que trabalham duro na pandemia e fora dela.

A lei urbanística que votaremos esse ano chega na casa de lei sem participação popular, sem base técnica para sustentar as mudanças propostas e que não leva em consideração um desenvolvimento sustentável na prática, fora do papel. E assim enfrentaremos, a cada ano, os efeitos mais duros no trânsito já caótico e no aumento da população em situação de rua. Não acredite na falácia de que políticas públicas municipais estão gerando empregos, os dados oficiais mostram que a cidade patina também nesse objetivo fundamental.

Cabe aos cidadãos buscar cada vez mais envolvimento. Participar das decisões, constranger políticos frente aos abusos propostos, encaminhar críticas e sugestões e ajudar a direcionar Niterói para o melhor caminho, cuidando das necessidades mais urgentes dos mais pobres até possibilitando qualidade de vida aos que estão em situação melhor.

Podem contar com nossa dedicação. Estaremos aqui o ano todo dividindo as aflições e buscando soluções. Vamos em frente!

Sobre o Autor

Advogado, pós-graduado em Política Criminal e Segurança Pública, especialista em Políticas Socio ambientais e mestre em Auditoria e Gestão Ambiental.
Redes Sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.