Niterói recebe Plano de Saneamento Ambiental

Niterói recebe Plano de Saneamento Ambiental

Niterói vai receber, nos próximos anos, cerca de R$ 120 milhões de investimentos em saneamento ambiental. A concessionária Águas de Niterói vai implantar o sistema de esgotamento sanitário em Pendotiba, Região Oceânica, Barreto e Fonseca. Pelo programa serão três estações de tratamento de esgoto (ETEs), ampliação de outras duas ETEs já existentes, um reservatório de água e uma adutora até 2018.

O objetivo é fazer de Niterói a primeira cidade da região metropolitana do Rio a ter 100% de tratamento de água e 100% de tratamento e coleta de esgoto.

A primeira das ações do Plano será colocada em prática ainda este mês: a inauguração do reservatório de água Itaipu 2, que terá capacidade para 3 milhões de litros. O investimento é de R$ 3 milhões.

Para o segundo semestre de 2014, será implantada a adutora na rua Doutor March, no Barreto, que terá 1,5 quilômetro de extensão, além de um booster (unidade de bombeamento). O investimento será de R$ 2 milhões. Essa adutora vai reforçar o abastecimento na Engenhoca e partes do Barreto e do Fonseca.

Para setembro deste ano, está prevista a inauguração da ampliação da Estação de Tratamento de Itaipu, na Região Oceânica, que vai dobrar a capacidade de tratamento de água dos atuais 80 litros por segundo para 164 litros por segundo. Estão sendo investidos R$15 milhões na duplicação da ETE Itaipu. Outra ETE que será ampliada será a de Camboinhas, cuja vazão também vai passar dos atuais 80 litros por segundo para 164 litros por segundo. Com investimento de R$ 17 milhões, a previsão é que a duplicação esteja pronta no ano que vem.

O Plano contempla também a construção de três novas ETEs que vão compor o sistema de esgotamento sanitário de Pendotiba:
– A ETE Maria Paula tem capacidade de tratamento de 90 litros por segundo e investimento de R$ 25 milhões. Atenderá aos bairros de Maria Paula, Matapaca, Vila Progresso e Muriqui. O início das obras está previsto para o 2º semestre deste ano.
-A  ETE  Badu terá capacidade de 180 litros por segundo e investimento de R$ 30 milhões.  Atenderá aos bairros de Badu, Largo da Batalha, Maceió e Cantagalo. As obras começam no 2º semestre de 2015.
– A ETE  Sapê terá capacidade de tratamento de 60 litros por segundo e o investimento será de R$ 25 milhões. Essa unidade atenderá aos bairros do Sapê, Ititioca e Santa Bárbara. As obras se iniciarão em 2016.

O diretor da concessionária Águas de Niterói, Nelson Gomes, destacou que os investimentos vão representar uma virada no sistema de esgotamento sanitário da cidade. Ele disse que essas ações vão se somar a outras que são feitas rotineiramente pela concessionária e vai reforçar parcerias também com o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) e com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade para realizar trabalhos de conscientização com a população sobre a importância de conectar suas residências à rede coletora de esgoto.

“Através de parcerias com a Prefeitura, vamos conseguir universalizar o sistema de esgotamento sanitário de Niterói. É um compromisso assumido pela concessionária. Niterói será uma das poucas cidades do país a ter 100% de coleta e tratamento de esgoto”, disse.

Sobre o Autor

Advogado, pós-graduado em Política Criminal e Segurança Pública, especialista em Políticas Socio ambientais e mestre em Auditoria e Gestão Ambiental.
Redes Sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.